Fundação Bienal do Mercosul

Educativo

Desde a realização da primeira Bienal do Mercosul, em 1997, a Fundação Bienal do Mercosul investe na democratização do acesso à arte contemporânea, com ações como a gratuidade de acesso às exposições, a formação de mediadores para atendimento ao público visitante, a disponibilização de transporte gratuito para escolas da rede pública em visita à Bienal, oficinas de arte e a ampliação de rede de parcerias com a comunidade escolar da Grande Porto Alegre. Em 2007, por ocasião da realização da 6ª Bienal do Mercosul, as ações do Programa Educativo atingiram um novo patamar, marcando uma nova etapa na realização dos projetos da Fundação Bienal do Mercosul como um todo. Esse momento representou uma quebra de paradigma na história da Bienal do Mercosul que, desde então, se apresenta como um projeto globalmente educativo

Dentre as ações que formam o Programa Educativo estão Encontros para Formação de Professores, residências artísticas, palestras e debates com artistas e educadores, Simpósios de Arte-educação e agendamento de visitas para grupos durante as Bienais do Mercosul. Este trabalho visa contribuir verdadeiramente para a qualificação do ensino da arte no Rio Grande do Sul, superando o entendimento de arte limitado ao objeto artístico e focando as ações educativas nos processos e pensamentos que se estabelecem a partir das questões levantadas pela arte.

A ação educativa da Bienal do Mercosul ganhou reconhecimento nacional e internacional, recebendo o Prêmio Cultura Viva, promovido pelo MinC – Ministério da Cultura em 2007, e menção honrosa no Prêmio Ibero-americano de Educação e Museus 2010, organizado pela Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI). O Projeto Pedagógico da Bienal do Mercosul figura entre os 20 projetos ibero-americanos que compõem um banco de práticas educativas recomendadas pela OEI – Organização dos Estados Ibero-americanos.

Contato: programaeducativo@bienalmercosul.art.br